Andrea Dutra

ANDREA DUTRA

Em fevereiro de 2015 apresentou-se em Belo Horizonte e fez shows no Beco das Garrafas, lendário berço da Bossa nova, em Copacabana.

Em 2014, apresentou-se no MIDEM Festival, em Cannes, França, a maior feira internacional de música do mundo. Apresentou-se no Rio e em São Paulo, tendo feito mais de 50 shows durante o ano.

Andrea tem cinco discos solos: Andrea Dutra, 1993; Black Museu Brasileiro, 1998; Quarteto Moderno, 2003; O amor de uns tempos pra cá, 2007 e Jamba, 2013. Gravou com diversos artistas e grupos.

Seu mais novo CD solo, Jamba, foi lançado em maio de 2013, pela Mills Records. No repertório, brazilian jazz, composições inéditas e regravações.

Há mais de 13 anos se apresenta, com o Andrea Dutra Quarteto, pelo circuito de casas
de shows e teatros do Rio e de São Paulo. É a única artista residente do Triboz, casa
internacional de jazz, na Lapa, desde 2010.

Foi residente da Modern Sound por cinco anos.

A faixa A linha e o linho, de Gilberto Gil, do CD O amor de uns tempos pra cá, integrou a trilha sonora da novela Tititi, da TV Globo, em 2010.

Cantou no Palácio de Versalhes, no Ano do Brasil na França, em 2005. Foi indicada ao Grammy Latino e ao Prêmio Sharp, pelo seu primeiro disco Andrea Dutra.

No começo da carreira, foi vocalista de Tim Maia, cantou com Sandra de Sá, Alcione,
Emilio Santiago, Seu Jorge, Dona Ivone Lara, Martinho da Vila, Mart’nália e Danilo
Caymmi.

Venceu o Prêmio Tim de Melhor Grupo de Samba, como integrante do Arranco de Varsóvia, do qual faz parte desde 2001, tendo lançado 5 CDs e um DVD.

Andrea foi produtora e curadora do festival A influência do jazz. Andréa é jornalista
formada pela Universidade Federal Fluminense, é tradutora e escritora.